Era de Kali Yuga

KALI-YUGA

por Marcio Isael(ZAYASH)

A Kali Yuga é a quarta e mais densa das grandes quatro Yugas(eras)do calendário Hindu, correspondendo, por analogia, à idade de ferro dos Gregos, período no qual os valores morais declinam e a materialidade sobrepuja a espiritualidade. O termo KÂLI (negra) é referente a Deusa Parvarti, consorte/atributo de SHIVA, responsável pela morte de tudo que é vil, grosseiro e decrépito.

Fazendo um paralelo com as quatro estações, a idade de Kali corresponde ao inverno, estação onde a escassez exterior e a hostilidade ambiental conspiram para que busquemos as reservas interiores e o aconchego do fogo(agni)em nossa morada espiritual (ashran). A decepção com o mundano, os excessos esgotados e as inversões de valores congelam o amor e a sabedoria. Todavia, tão logo o Sol da Satya Yuga (IDADE DA VERDADE) avança e a precessão dos equinócios confirma a Lei de ciclos, o degelo ocorre e a vida volta para o exterior.

Que possamos, nesse entretempo de crepúsculo e alvorada, buscar o calor terno dos planos interiores e evocar a Hierarquia Espiritual Planetária, pois só assim, poderemos transpor a turbulência típica de uma grande transição de “águas”(de peixes – a água horizontal, para aquário – a água dispensada do alto, vertical).

As Yugas e suas durações são:

-Satya Yuga (Idade de ouro,ou da verdade) – 1.728.000 anos
-Tretâ Yuga (Idade de prata) – 1.296.000 anos
-Dwapara Yuga (Idade de bronze) – 864.000 anos
-Kali Yuga – 432.000 anos
______________________________________
Total 4.320.000 anos

O texto abaixo foi extraído do segundo volume da obra “A Doutrina secreta” de H. P. Blavatsky, mas o texto original em sânscrito, pertence ao Purana (livro antigo) de Vishnu(A Segunda Pessoa da Trimurti Hindu), escrito há 5.000 anos.

“Haverá monarcas contemporâneos reinando sobre a Terra, reis de espírito mau e caráter violento, voltados à mentira e à perversidade. Farão matar mulheres, crianças e vacas; cobiçarão as mulheres dos outros; terão poder limitado, suas vidas serão curtas, seus desejos insaciáveis; gentes de vários países, unindo-se a eles seguirão seus exemplos; e, sendo poderosos os bárbaros, sob a proteção dos príncipes, e afastadas as tribos puras, perecerá o povo. A riqueza e a piedade diminuirão dia a dia, até que o mundo se depravará por completo; a classe será conferida unicamente pelos haveres; a riqueza será a única fonte de devoção; a paixão o único laço de união entre os sexos; a falsidade o único fator de êxito nos litígios; as mulheres serão usadas como objeto de satisfação puramente sexual; a aparência externa será o único distintivo das diversas ordens de vida; a falta de honestidade, o meio universal de subsistência; a fraqueza a causa da dependência; a liberdade valerá como devoção; o homem que for rico será reputado puro; o consentimento mútuo substituirá o casamento; os ricos trajes constituirão a divindade; reinará o que for mais forte; o povo não podendo suportar os pesados ônus (o peso dos impostos) buscará refúgio nos vales. Assim, na idade de Kali (ferro) a decadência prosseguirá sem detença, até que a raça humana se aproxime do seu aniquilamento (Pralaia). Quando o fim da idade de Kali estiver perto, descerá sobre a Terra uma parte daquele Ser Divino que existe por sua própria natureza espiritual (Kalki Avatar); Ele restabelecerá a justiça sobre a Terra e as mentes que viverem até o fim da Kali Yuga serão despertadas e serão tão diáfanas como o cristal. Os homens assim transformados serão como sementes do verdadeiro homem (Eu Superior).”

A idade de Kali começou quando o Avatara Krishna abandonou o seu corpo físico, há exatamente 5.000 anos. A Kali Yuga dura, em seu ciclo maior, 432 mil anos, sendo a 4a. e a mais densa das 4 Yugas. Nestes 5.000 anos tudo o que foi previsto para ocorrer ao longo do seu tempo, já está acontecendo de forma condensada.

Mas vale ressaltar que cada Yuga contém as outras em si. Portanto, se a Kali Yuga começou pelo seu próprio sub-ciclo(kali-Kali),logo teremos a Satya Yuga dentro da Kali (Kali-Satya), fato há muito anunciado por diversas tradições, inclusive a do Povo MAIA, que compartilha muitos números e datas com as tradições Védicas e Egípcias