Abhyanga

Quando se fala em tratamento ayurvédico, logo vem á mente uma massagem com muito óleo – muito mais óleo do que em uma massagem tradicional, e o conceito de abhyanga é exatamente este: olear, espalhar óleo, untar. O abhyanga é uma terapia de snehana (oleação) que pode ser traduzida por óleo, mas também por carinho e afeto. É a massagem mais usada nos tratamentos ayurvédicos, sendo base para todas as outras e realizada quase sempre antes de outras modalilades. O abhyanga é uma oleação feita com óleo morno escolhido de acordo com obiotipo (dosha) do paciente, sendo que o tempo, o ritmo e a pressão também seguem este conceito. Durante o tratamento todos os pontos marma são manipulados com a função de mobilizar toxinas para que elas sejam eliminadas e leves alongamentos são realizados com a mesma função.
A Ayurveda tem uma abordagem diferente da massoterapia que, utiliza as manobras principalmente com fins de relaxamento muscular e emocional. A massagem é a principal ferramenta terapêutica nos tratamentos ayurvédicos pois é através dela que as toxinas são mobilizadas pelo organismo e o maior órgão do corpo humano, a pele, é utilizado como via de absorção das ervas medicinais contidas nos óleos preparados.
Funções do abhyanga:
1. absorção de óleo medicado via cutâneo
2. mobilização de toxinas (ama): para ayurveda, as toxinas se manifestam através de ama, uma substância tóxica e pegajosa que gruda nos tecidos do corpo como um chiclé. Para remover ama do corpo deve-se fazer com que ela retorne para seu local de origem – o sistema digestivo, para que possa ser digerida e eliminada do corpo. Neste caso, o óleo e os movimentos da massagem é que fazem com que as toxinas desgrudem dos tecidos.
3. Ativer pontos de reflexologia estimulando os pontos Marmas.
4. Desbloquear os srotas (canais físicos) e os nadis (canais sutis).

Indicações do abhyanga:

1. Como Purva Karma – preparação do Panchakarma (cinco processos de desintoxicação profunda que tem o objetivo de eliminar o dosha em excesso que está causando doença).
2. Como terapia de Shamana ou pacificação do dosha desequilibrado.
3. Como terapia de tonificação e rejuvenecimento – rasayana. Assim como as massagens sistêmicas, o abhyanga promove uma maior oxigenação dos tecidos do corpo. Para a ayurveda, prana, a energia vital é carregada pelo oxigênio em nossa corrente sanguínea e o abhyanga aumenta a concentração desta energia vital no corpo.
4. Como terapia anti-vata ou para reduzir o dosha Vata
Contra indicações:
1. Febre – para a Ayurveda, a febre consiste em ama não digerida, a massagem neste caso pode piorar os sintomas pois espalha ainda mais as toxinas pelo corpo.
2. Excesso de Ama – observe se a língua apresenta saburra branca e espessa, neste caso é melhor ingerir ervas que eliminem este excesso antes de começar o tratamento. Três dias tomando trikatu* devem ser o suficiente.
3. Diarréia
4. Indigestão, intoxicação alimentar e logo após refeição
5. mestruação

O abhyanga é uma prática execente para todos os doshas, mas é diferente para cada um: um abhyanga para vata deve ser lento, com toque e manobras firmes e óleo em abundância de qualidade quente; pitta requer um óleo frio como o de côco, um toque constante e ritmo moderado. O abhyanda em Kapha deve ser com manobras vigorosas e profundas, com pouco óleo e rápida.

Receber abhyanga é uma terapia de auto-conhecimento. Quando somos tocados em regiões que geralmente nos passam despercebidas, experenciamos novas sensações de dor e prazer. O toque traz atenção e presença para o momento e por consequencia o auto-conhecimento do corpo.

Sobre massagem ayurvédica…

A massagem ayurvédica popularmente conhecida no ocidente por ayurvedic tradicional yoga massage, que é realizada com pó e óleo de gergelim, movimentos de alongamento derivados do Yoga e a utilização do pé do terapeuta sobre o corpo não é a verdadeira massagem ayurvédica. Uma massagem para ser considerada ayurvédica, necessariamente deve levar em consideração o biotipo ou dosha do paciente, esta modalidade de massagem se encaixa dentro da ayurveda e é uma mistura de Padha abhyanga com udwartna, e pode desequilibrar ainda mais quem a recebe. Por isso é muito importante uma boa consulta ayurvédica antes de começar qualquer tratamento. Recomendo esta prática maravilhosa para pessoas Kapha e para alguns Pitta mas nunca para Vata.

Fonte: http://saladeayurveda.blogspot.com/2010/01/abhyanga.html

* Trikatu:
1 parte de gengibre em pó, 1 parte de canela, 1 parte de pimenta do reino moida grossa  (substituível por açafrão, para Pitta) e 1 parte de mel. Ingerir 1 colher de café 2-3 vezes ao dia.

Anúncios

Um comentário sobre “Abhyanga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s